Profissional ou Recreacional?

Se você estiver em dúvida, qual mesa melhor lhe atenderá, leia o texto de comparação abaixo:
Mesa PROfissional:
  • Campo reto, rígido com 21mm de espessura, permite que a bola seja parada em qualquer lugar do campo.  Elevações de 2 a 4 milímetros nas extremidades do campo impedem que a bola fique "presa" na parede. Fabricado em MDF torna o campo liso e perfeito onde recebe um revestimento de material especial que auxilia o controle de bola e ainda pode ser personalizado com o gosto da pessoa;

  • Peso de 80kg até 120kg dependendo do modelo, ou a mesa irá "passear" enquanto estiverem jogando, utilizamos niveladores com base de borracha nos pés para assentar melhor a mesa onde houver desníveis e impedir que a mesma deslize no chão, além de impedir que umidade penetre na madeira;

  • Barras de aço carbono 1045,  impedem que entortem ou quebrem facilmente, depois passam pelo processo de galvanização de zinco, ou por um banho de cromo (opcional)  que além de manter um ótima aparência, necessitam de menos lubrificante e deslizam mais suavemente, minimizando chances de lesão aos jogadores. 

  • Formação oficial 1-2-5-3 no ferro passante, ou com ferro embutido na formação não oficial 1-3-4-3 para crianças.

  • Furação de precisão em máquina CNC, fazem com que os bonecos fiquem alinhados perfeitamente na barra, auxiliando no controle de bola quando tocando de um boneco para o outro lateralmente, mais conhecido como TIC-TAC;

  • Bonecos em plástico PEAD (Polietileno de Alta Desnsidade) ou ABS (nos boneocos importados) que são bem leves e ainda assim muito resistentes, eles são  presos na barra com parafusos de aço que impedem folga e tornam a resposta da bola muito mais rápida como é necessário em jogadas profissionais;



  • Bolas de  35mm de diâmetro e 28 gramas de peso, como exige a Federação Internacional, por isso utilizamos apenas bolas importadas oficiais fabricadas em PU, Poliuretano, virtualmente indestrutível. Porém nossas mesas acompanham também 5 bolas nacionais para quem prefere um estilo de jogo mais rápido e com menos controle.

  • Manoplas coladas com araldite para que não girem ou soltem das barras, além de serem de borracha macia para melhorar o "grip" e conforto dos jogadores sem causar "calos".

  • Amortecedores de borracha de 1,5cm ao invés de molas, absorvem melhor o impacto, duram por muitos anos e oferece mais conforto aos jogadores evitando batidas secas na parede, protegendo a estrutura da mesa e ao mesmo tempo mantendo o conforto dos jogadores;

  • Altura mínima de 90cm da mesa para que os jogadores não fiquem com as costas curvadas ao jogar e evitar lesões nas costas com o uso prolongado da mesa;

  • Fundo do gol com uma chapa "solta" que faz um barulho diferenciado quando a bola bate e não fica dúvida se foi gol ou não, mesmo que a bola saia depois de bater no fundo.

CONCLUSÃO:

Quem quer uma mesa decente, e puder arcar com uma mesa profissional, deve fazer essa escolha, pois a mesa servirá perfeitamente por muito anos, possibilitando tanto uma brincadeira saudável entre amigos, quanto um equipamento para quem quiser ir mais além e chegar a competir em torneios oficias. 

Não é a toa que as mesas PRO II  foram desenvolvidas por jogadores profissionais com experiência internacional e também é a mesa oficial do campeonato brasileiro de Pebolim desde 2008 através da ABP- Associação Brasileira de Pebolim. 
Mesa RECreacional
  • Campo fabricado em duratex de 3 ou 6 mm, costumam ser conhecidas como "MESA CANOA" devido ao formato côncavo do campo que sempre direciona a bola para o centro, costumam empenar com o tempo, criando caídas indesejadas. Jogadas de precisão são limitadas nesse tipo de mesa/campo, e torna-se impossível "prensar" a bola para conseguir alguns efeitos de jogadas de alta performance;

  • Peso por volta dos 50kg, pois são construídas em madeira como o cedrinho, tornam a mesa muito leve tornando mais suscetível ao movimento da mesa quando são executados jogos com mais intensidade. Para aumentar o peso, alguns fabricantes utilizam madeiras nobres, o que é anti-ecológico.


  • Barras de aço 1010 trefilado e galvanizadas, são mais baratas e entortam mais facilmente na mãos dos adultos, ou então são utilizadas barras embutidas que costumam entortar com muita facilidade e que são indicadas para crianças abaixo de 10 anos por medida de segurança;


  • Formação oficial 1-2-5-3 no ferro passante, ou com ferro embutido na formação não oficial 1-3-4-3 para crianças.

  • Furação manual não garante precisão no alinhamento dos bonecos e isso interfere na precisão das jogadas como o toque de bola de boneco para o outro lateralmente, mais conhecido como TIC-TAC; 


  • Bonecos em plástico PP (polipropileno)  presos com parafusos de de ferro que costumam entortar e resultam em folga dos bonecos que por sua vez resultam em quebra, além de sacrificar o controle de bola em certas jogadas de precisão, ou no caso dos bonecos de em alumínio, tornam as barras mais pesadas, que "podem" resultar em lesão muscularse utilizadas por muito tempo, além de dificultar jogadas de precisão devido ao peso e destruírem as bolas que são de material mais mole que o alumínio;

  • Bolas de plástico com gomos, impedem a bola de "rolar" perfeitamente, que dificultam ainda mais a qualidade de jogo e controle de bola, normalmente tem 40mm de diâmetro e costumam ser bem pesadas que resultam em danos á mesa ao longo do tempo;


  • Manoplas de plástico duro encaixadas na barra, quando exercida muita força ou com muito tempo de uso costumam soltar da barra;


  • Amortecedores de 0,5cm, utilizados junto com molas para absorver as pancadas, porém quando novas, as molas são muito duras e permitem que a bola passe pela parede facilmente, e depois quando velhas perdem elasticidade e danificam as buchas devido ás batidas secas na parede;

  • Altura normalmente de 70cm a 80cm que são melhores para crianças, mas costuma dar dor nas costas dos adultos quando utilizadas por muito tempo;


  • Fundo do gol em madeira, facilita "cuspir" a bola quando entra no gol tornando as vezes impossível saber se a bola entrou mesmo ou não;


CONCLUSÃO:

Mesas recreacionais são boas para locais onde hajam crianças pequenas, abaixo de 9 anos de idade, e devem ser escolhidas com o ferro embutido para maior segurança. Servem bem como uma opção barata de primeira mesa. Mas se utilizadas por adultos quebrarão facilmente e sobrará apenas frustração.

Mas óbviamente os fabricantes jamais informarão isso, o interesse é apenas vender e lucrar, se você quiser comprovar o que está escrito acima, procure quem comprou esse tipo de mesa e informe-se antes de fazer sua escolha. Hoje em dia existem diversos sites que fornecem esse tipo de informação gratuitamente, procure.